Buscar
  • mario

Esclarecimentos Espirituais

Na última sessão de doutrinação realizada no dia 21/03 preparamos todo um ambiente de acolhimento para atendermos aos irmãos desencarnados de um hospital psiquiátrico, espiritual, que fica sobre a região de Campos do Jordão onde são levados muitos espíritas, desencarnados, envolvidos em transtornos da mente, pelo fracasso em suas missões terrenas no campo da mediunidade.

Neste dia usei como tema de abertura do Capitulo XVII do Evangelho, que cita os "Superiores e os Inferiores" e teci os comentários a respeito das nossas posturas equivocadas dentro das seara, onde muitos se sentem superiores aos outros por questão de intelectualidade, posição social, posição financeira, etc e se acham acima de qualquer suspeita, questionando normas e regras de convivência, onde reforçam o equivoco da superioridade.

A sessão transcorreu com uma aparente calmaria mas uma exigência muito grande de conhecimento por parte dos doutrinadores, pois, os irmãos comunicantes por terem conhecimento doutrinário e terem fracassado diante do mesmo, usam de argumentações e questionamentos que lhes sejam favoráveis, distorcendo, as palavras e o raciocínio lógico da doutrina dos espíritos.

No final da sessão, Dr. Rhuan fez importantes esclarecimentos e considerações para a nossa reflexão, enquanto espíritas e trabalhadores do Cristo:

Seara Espírita - quando se adentra qualquer templo, antes da crítica, procurem refletir quantas renuncias, dedicações e enfrentamos existiram ali, para que aquela obra estivesse de pé para acolher aquele que ali chega e sendo assim, devemos respeitar, com todos os defeitos que os seres humanos tem, o esforço individual ou coletivo desprendido diante de uma obra de promoção de seres humanos.

Extensão do trabalho - muitos trabalhadores desta seara, críticos, ainda não conseguem compreender e ter a dimensão de uma obra de caridade, onde milhares de pessoas transformam suas vidas através de um olhar de compaixão, uma palavra amiga, um carinho, um exemplo, um alimento e buscam novos patamares de entendimento sobre a vida; milhares e milhares de desencarnados encontram ali um local de paz e de harmonia para descansarem suas mentes dos diversos sentimentos de culpas, remorsos, frustrações, fracassos e enganos de toda sorte que os manteve por séculos em sofrimentos . E são estes atendidos por vocês, que intercederão, nos momentos de suas provas, expiações e os acolherão no momento do desencarne.

Trabalhadores do Cristo - todos que estão ou que passam por esta seara tem o seu tempo de aqui estar, definido, conforme o ciclo de aprendizado e de ensino, de cada um, por tanto não devem ficar se questionando por que este ou aquele não está mais na seara. Uns vieram para desbravar, outros para custear, outros para ensinar, outras para aprender, outros para direcionar e por tanto cada um, no seu papel, deve esmerar-se para fazer o seu melhor dentro daquilo que lhe foi confiado co respeito e dignidade. Nenhum de vós são superiores ou inferiores, mas são todos sem exceção imperfeitos ainda ligados pelas paixões terrenas e devem lembrar-se que aqui estão por um motivo - são todos cumplices de um passado delituoso, de viciações, assassinatos, desvios da sexo, abusos da mente e da inteligência e do suicídio e sendo assim ao invés de apontar deveriam segurar nas mãos uns dos outros para que não voltem a cair nos mesmos erros do passado. Deixar o orgulho e vaidade de lado para se reconhecer com um necessitado que voltou a está região, ao lado de seus parceiros, para ressarcir nestas comunidades, com estas crianças e adolescentes os erros em que se envolveram. Diante disso, nenhum de vós está fazendo favor a espiritualidade ou a seara, a não ser a vós mesmos.

Atendimento / Acolhimento - não esqueçam nunca que a casa é dirigida por nós e somos nós que decidimos aqueles que chegarão nestes portões, sejam o pedinte, o morador de rua, o necessitado, as crianças, os jovens, as mulheres, os estudantes, os trabalhadores etc. Nós direcionamos e efetuamos o entrelaçamentos necessárias da grande malha do amor para que os encontros, reencontros, ressarcimentos e redenções ocorram nos pequenos espaços de tempo que vocês tanto reclamam por ter que cumprir uma escala de trabalho, que na realidade é para o seu próprio beneficio. Então sentir superior porque??

Curiosidade e falta de fé - Nossa seara é conhecida pela dedicação, amor e respeito por aquilo que aqui é feito e assim todos os trabalhos e trabalhadores tem que estar alinhados neste perfil de conhecimento, responsabilidade e dignidade. A psicografia não é um trabalho que constava do plano da mentora desta seara mas deixamos implantar para ser mais um recurso de disseminação do evangelho e da vida pós-morte mas bloqueamos a entrada de todos aqueles que querem usar este trabalho para a curiosidade e por isso do baixo numero de frequentadores, inclusive trabalhadores da seara. A Cirurgia Espiritual é necessária para muitos dos casos que aqui são atendidos mas a falta da fé dos irmãos necessitados é o impeditivo para colocarmos os mesmos neste procedimento que exige renovação interior. Então mantemos os irmãos no tratamento tradicional, onde o deitar por deita na maca, os mantem onde estão.

Coletividade e Individualismo - enquanto os encarnados conseguirem olhar somente para as suas próprias necessidades, esquecendo da empatia ou do amor ao próximo, o mundo será este caos que vocês assistem todos os dias, de guerras, assassinatos, roubos, promiscuidade, etc. Nesta seara, temos afastado todos aqueles que ainda não conseguem abrir a mão da individualidade pois ao entrarem nestes portões todos, sem exceção, devem lembrar que aqui somos coletivos e que dependemos uns dos outros para a manutenção das correntes magnéticas de trabalho que nos permite manter o padrão vibratório do atendimento incessante aos necessitados encarnados e desencarnados. Por isso afastamos dos trabalhos, aqueles, que não estejam em condições de estarem dentro das correntes magnéticas por estarem enfrentando suas problemáticas pessoais e que precisam de tratamentos específicos. Não se pode doar o que não se tem no momento, embora os orgulhosos e vaidosos não consigam, ainda, entender isso e questionam seus afastamentos.

Normas e regras - dentro de uma seara que é dirigida e mantida 24 hs por nós da espiritualidade é obvio que todas as normas e regras são inspiradas ao zelador da casa pois vivem em coletividade ainda exige padrão de condutas pois como dissemos cada um, pensa, fala e age de formas individualistas e temos que manter um padrão único de pensamento, sentimentos, conversações e ações que sirva de exemplos para todos, trazendo a unicidade no trabalho e no acolhimento aos necessitados. Compreendemos que muitos dos encarnados não admitem ser mandados, não admitem regras, não admitem normas, não querem entender os porquês, e tudo está relacionado ao individualismo e a falta da empatia, onde podemos resumir que se passam por estas situações, ainda, é justamente, para trabalharem o sentimento de orgulho que carregam dentro de si.

Ser espírita e ser trabalhador do Cristo - nós da espiritualidade entendemos todas as necessidades de sobrevivência dos encarnados e do papel social que desempenham na terra mas não devem esquecer da priorização a ser feita diante da sua evolução moral e espiritual. O trabalho lá de fora é tão importante quanto o trabalho que realiza na seara espirita e ambos são considerados através da meritocracia; na terra existem o dinheiro, o status social que, ainda, brilha aos olhos; mas as verdadeiras obras, feita com a intenção do bem, também serão reconhecidas só que no momento do desencarne, oferecendo-lhe aquele que lhe é de direito para a eternidade. Jesus não disse que seriam fácil mas disse que reconheceria todos aqueles que chamassem : Senhor, Senhor !! pelas obras realizadas.

Reta final da transição - como todos tem sido alertados e que podem comprovar pelo cenário terreno estamos na reta final da transição espiritual e todos, sem exceção, terão que fazer seus acertos de contas, até o ultimo ceítil, como disse o Cristo e o estar servido e caminhando com ele não nos isentará do acerto mas poderemos amenizar as formas de pagamento.


Reflitam sobre todas estas colocações pois elas respondem muitas das nossas dúvidas.


Tio Mário


146 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Mesmo diante de uma quantidade imensa de ervas e de plantas, de alimentos que a natureza nos dá, ainda assim, os irmãos buscam por medicamentos que intoxicam o organismo e que mascaram as dores diant

Na semana posterior ao desastre da natureza em Petrópolis com o desencarne de centenas de pessoas realizamos no Grupo de Doutrinação um trabalho voltado ao resgate dos irmãos desencarnados. O trabalho